Como encontrar parceiros de co-marketing? 1

Como encontrar parceiros de co-marketing?

Nos últimos tempos, podemos ver muitas estratégias de marketing que estão voltadas para o marketing de Parceiros e influenciadores .Mas como encontrar um parceiro de co-marketing “de qualidade”?

Definimos os principais critérios de colaboração bem-sucedida e os maiores erros a serem evitados, respondendo as principais perguntas que surgem na hora de encontrar parceiros de co-marketing.

Como procurar boas parcerias?

Para fazer uma parcearia você pode começar com as pessoas e empresas que você conhece.

Às vezes, é mais importante trabalhar com a pessoa com quem você tem comunicação fácil do que com o parceiro mais perfeito do mundo.

Claro, fazer co-marketing com o Google ou Facebook seria maravilhoso, mas sem uma conexão mútua, seria extremamente difícil.

O seu próximo passo depende do seu objetivo.

Você pode querer ir atrás de parceiros que têm o mesmo público que a sua empresa, ou decidir procurar empresas com um público um pouco diferente para apostar na expansão.

Para saber o tipo do público com que uma empresa trabalha, analise o site da empresa e a linguagem que eles usam.

Será que eles escrevem para analistas de marketing ou VPs da empresa? Quais mercados eles tentam alcançar com o conteúdo que escrevem?

Você também pode analisar o perfil de backlinks da empresa para entender o perfil de sites que dão links para o seu parceiro potencial.

Uma outra forma de avaliar a relevância do parceiro seria usar as ferramentas de análise.

Há várias ferramentas online que podem te ajudar com isso, por exemplo, a ferramenta Audience Overlap da SEMrush, que permite comparar até 5 sites para entender se eles compartilham o mesmo público ou não.

O que procurar em um possível parceiro de co-marketing?

Ao procurar um parceiro, você quer escolher uma empresa cujos objetivos se alinhem com os seus e um relacionamento que ofereça valor mútuo.

Pode ser a troca de backlinks, co-criação de conteúdo ou revenda de produtos/serviços.

Além disso, um parceiro ideal deveria estar em uma trajetória de crescimento semelhante à sua.

Afinal, já que, ao estabelecer uma parceria, você está pensando em criação de relacionamento duradouro, foque em parceiros que já têm metas e estratégias fixas e que vão crescer junto com você.

Também é importante escolher um parceiro que tenha uma base de clientes, público-alvo e área semelhantes. Isso ajuda muito a criar parcerias benéficas para ambas as partes.

Esses indicadores influenciam diretamente a capacidade do parceiro de trazer tráfego de relevância para o seu site.

Na etapa final de avaliação de um parceiro em potencial, pergunte-se se os esforços de marketing do seu parceiro complementarão os seus, ajudando a ampliar sua mensagem de marketing, pavimentando o caminho para a conversão.

Descubra qual ingrediente único ele pode aportar. Seja isso um aplicativo para celular, um site com base de conhecimento do parceiro, ou as habilidades dele de comercializar os produtos de maneiras que você mesmo não consegue.

Procure sempre o elemento de complementaridade. Se você encontrar elementos de potencial canibalização de marketing, aconselhamos repensar essa parceria.

Quais métricas levar em consideração ao analisar um parceiro em potencial?

Alguns dos principais parâmetros que analisamos são volumes de traficos métricas de backlinks, autoridade de domínio e lacunas de palavras chaves.

As métricas de SEO são importantes para descobrir se a parceria será tecnicamente benéfica e os dados de tráfego e backlinks podem trazer sugestões de parceiros novos, que não consideramos inicialmente.

O processo de análise de um parceiro potencial deve incluir duas fases:

  1. Coleta de dados e análise;
  2. Conversa com a pessoa responsável pelas parcerias estratégicas na empresa do parceiro potencial.

Você pode descobrir muito sobre um negócio analisando o site, mas falar com alguém que represente a empresa é a melhor maneira de confirmar as informações e discutir as detalhes.

Quais são as melhores maneiras de estimar o número de leads que você pode obter de um parceiro?

Isso é uma pergunta difícil!

A razão para isto é que há sempre muitas contingências e variáveis para fazer previsões viáveis.

Tudo depende de fatores como qualidade de conteúdo, escolha do momento certo para lançar o conteúdo, qualidade e variedade de canais promocionais etc.

É claro que você poderia estimar o número de conversões com base no volume de tráfego, estimando uma taxa de cliques.

É sempre bom conversar honestamente com o parceiro potencial e alinhar as expectativas.

Descubra quais taxas de conversao , ele costuma ter na empresa e quantos leads acha viável trazer com um conteúdo.

Quais são os maiores erros que as pessoas cometem quando escolhem parceiros de co-marketing e como evitá-los?

Ao escolher parceiros para co-marketing, há alguns erros comuns que precisam ser evitados. Veja:

1. Aceitar todas os convites de co-marketing

Ter uma porta aberta à parcerias parece ser uma estratégia boa (afinal, mais parcerias, mais leads, mais conversões, né?), mas não é assim que funciona.

De nada adianta desperdiçar seus esforços criando um conteudo e investindo na promoção cada vez que alguém oferece fazer uma ação de co-marketing.

Foque em parceiros mais valiosos do mercado, examine cada proposta manualmente e avalie bem a estratégia e as métricas do parceiro antes de aceitar a proposta.

2. Achar que qualquer empresa com muitos backlinks é um parceiro ideal

Primeiro, se você for analisar os backlinks, analise a qualidade e não a quantidade. São os backlinks relevantes de sites de autoridade alta que fazem um perfil de backlinks forte.

Segundo ponto: backlinks não são o único indicador de qualidade de parceria!

Você precisa avaliar um conjunto de fatores – público-alvo, tráfego, atividades nos canais de marketing entre outros.

3. Focar na quantidade de ações de co-marketing

O número de ações que o parceiro propõe é irrelevante.

Você deveria focar em qualidade de ações e leads que essas parcerias trazem, e não na quantidade de materiais que vocês vão produzir juntos.

4. Falta de diversificação

Colocar todos os ovos na mesma cesta nunca foi uma boa estratégia.

Não aposte em apenas um tipo de parceiro. Certifique-se de criar uma base de parceiros diversificada para alcançar o público mais amplo.

5. Deixar de monitorar as ações conjuntas e medir o sucesso da parceria

Mesmo depois de encontrar o parceiro ideal e de combinar as ações de co-marketing com ele, o trabalho não acaba.

Você precisa monitorar as atividades do seu parceiro para garantir que o processo de criação de conteúdo e a promoção estão evoluindo conforme acordado.

E depois do prazo da campanha de co-marketing passar, não se esqueça de medir o desempenho da campanha:

  • Quantos leads vieram dos seus canais?
  • Quantos leads o seu parceiro trouxe?
  • Quais foram os canais de promoção e mensagens mais eficazes?

Todas essas informações vão ajudar a entender se vale a pena programar novas atividades em conjunto com esse parceiro e providenciar informações valiosas sobre as preferências do seu público.

Quer continuar aprendendo sobre escolher parceiros de negócio?

Anúncios
Transforme seu conteúdo em videoaulas e aumente seus lucros 2

Transforme seu conteúdo em videoaulas e aumente seus lucros

Imagine se o faturamento do seu negócio na internet fosse 5x maior do que atualmente é? E se eu te contar que muitos Produtores e Produtoras conseguiram isso apenas transformando o seu ebook em videoaulas?

Para impulsionar esse crescimento para mais pessoas, criamos a Máquina de Vídeos, um espaço em que você encontra vídeos e artigos de blog que ensinam como transformar seu ebook ou conteúdo digital em videoaulas de forma descomplicada.

Continue com a gente para saber mais sobre a Máquina de Vídeos  e conhecer o depoimento de uma Produtora que usou o conteúdo do seu ebook para criar videoaulas e vender mais.

Aprenda mais com a Máquina deVideo

Como falamos no começo deste post, a Máquina de Vídeos foi criada pela Hotmart para mostrar aos Produtores que transformar ebook ou conteúdo digital em curso online, além de ajudar a aumentar o faturamento, não é um bicho de sete cabeças.

Mesmo que você diga que “não tem tempo”, que “falta conhecimento e experiência com as câmeras”, ou que “não sabe nem como começar a organizar o conteúdo”, saiba que existe uma solução para cada um desses e outros obstáculos que te impedem de gravar videoaulas.

Aceso site de Maquina de video  você pode escolher escolher quais fatores te atrapalham na criação de um curso online e conferir os conteúdos que vão te ajudar a resolver suas dúvidas, dificuldades e medos.

Qual a importância de fazer controle de gastos? 3

Qual a importância de fazer controle de gastos?

Muitas pessoas já perceberam a importância de controlar seus gastos, de se organizarem financeiramente e de investirem no futuro. Mas isso só é possível quando há um monitoramento de todo o dinheiro que entra e sai da conta.

Se você está lendo esse texto e pensando que, mesmo não fazendo um controle rígido das finanças, você sabe em média quanto gasta por mês, não se assuste se ao colocar esses dados na ponta do lápis perceba que boa parte da sua receita está sendo utilizada com aplicativos de transporte ou alimentação fora de casa, por exemplo  etc .

Além disso, se você é freelancer ou influenciador, a importância de dividir os gastos é ainda maior, pois há variação de receitas de um mês para o outro, mas muitos gastos permanecem fixos.

Por isso, se você quer se planejar e ficar com as contas no azul, confira as nossas dicas!

Motivos para fazer uma planilha de controle de gastos

É normal que todos saibam qual o valor exato que recebem por mês, mesmo que não trabalhem com algo fixo. Mas quando a pergunta é sobre o valor que gastam, a maioria não sabe dizer de forma precisa.

O trabalho digital possui uma indepedençia se comparado com o mercado tradicional, porém ele também exige uma organização financeira, e a melhor forma de se fazer isso é utilizando uma planilha ou planificaçao

É claro que não há a necessidade do uso de planilhas muito complexas, pois isso é um fator que desestimula o acompanhamento, mas ficar de olho nos gastos mensais ajuda você a pensar em novas conquistas.

Uma planilha também permite que com algumas fórmulas sejam calculadas várias métricas, como o ROI quer dizer retorno sobre investimento é uma das métricas financeiras utilizadas pelos negócios que mede o retorno de investimento, demonstrando assim a saúde financeira da marca.

Portanto, para que um negócio funcione e seja possível tomar decisões, é preciso se planejar, ter reservas para investir e possuir um capital de giro que mantenha sua marca no mercado, mesmo quando as ofertas não estejam tão boas.

Começar essa organização do zero pode ser difícil, mas há programas aplicativos que conseguem simplificar isso. No computador, é possível utilizar as planilhas do Excel ou do Google, que atualizam os valores online e os armazenam na nuvem.

Além disso, alguns aplicativos de celular como o  GUIA BOLSO ECONOMIA e ORGANIZZE emuito mais aplicativos resentes que pode  ajudam com a criação de bretes de pagamentos, integrações com os gastos do cartão e com a conta do banco, e ainda o envio de alertas quando os gastos ultrapassam os valores definidos.

4 vantagens da organização de gastos

Com a vida financeira em dia, é possível que o empreendedor se sinta mais seguro e confortável para fazer novos investimentos, pagar suas contas em dia e evitar surpresas desagradáveis. Veja outras vantagens!

1. Propor metas a longo prazo

Somente com uma planilha organizada será possível propor metas para seu futuro. Hoje, você sabe quanto pode investir? Você possui uma reserva de emergência ou está juntando dinheiro para realizar algum sonho?

O controle finaçeiro ajuda na proposição de metas, pois mostra de forma objetiva quanto entra e quanto sai. Assim, será possível criar metas mensais, por exemplo, para que ao final de um ano você consiga juntar determinado valor.

2. Ter acesso rapidamente a informações importantes

Ao organizar os seus dados, você poderá consultá-los de maneira fácil e prática. Por isso, recomendamos que sejam utilizadas planilhas no computador ou aplicativos de celular.

Assim, atualizando e monitorando as entradas e saídas, você sabe em quais datas irá receber, quanto ainda pode gastar naquele mês ou quanto já ultrapassou no seu limite.

3. Cortar gastos

Depois de organizar as informações e descobrir de quanto são seus gastos, você poderá estabelecer cortes, pois conseguirá analisar o que são custos e o que são gastos.

Os custos fixos incluem: aluguel, luz, internet, telefone, água, alimentação e, dificilmente, podem ser cortados ou diminuídos.

Já os gastos são mais fáceis de serem eliminados. Você pode se propor a diminuir o uso dos aplicativos de transporte, comer fora apenas aos finais de semana e comprar roupas novas apenas em ocasiões especiais.

4. Tomar decisões

Para tomar decisões e se comprometer financeiramente, é preciso estar com as contas em dia.

Dessa forma, a organização financeira permite que você faça investimentos a longo prazo, pegue empréstimos quando necessário e faça compras parceladas, pois mediante os dados da sua planilha, a sua expectativa de ganhos e gastos já está planejada.

Aprenda a fazer o seu controle de gastos em 3 passos

Como já disse, recomendo que você se organize financeiramente por meio de uma planilha.

Veja agora como fazer seu controle de gastos usando o planilha do Google!

1. Crie a planilha

Divida sua planilha em meses e gastos. Na parte superior, nomeie 12 colunas com os meses.

Na parte lateral, você deve escrever todos os gastos, como: alimentação, aluguel, luz, água, condomínio, transporte, investimento da marca, gastos pessoais, entre outros.

voçe leu amateria deixa seu comentario , gostaria de ouvir a sua openiao.

O Voçe sabia que o Facebook mudou!? 4

O Voçe sabia que o Facebook mudou!?

 feed não será mais o mesmo

Não é de hoje que o Facebook vem anunciando e testando novos formatos para o feed de notícias, mas, durante o F8, tudo ficou mais claro.

A atualização, chamada de “FB5”, tem como proposta um feed mais personalizado, destacando principalmente os assuntos que você escolheu acompanhar, dos grupos que participa e eventos do seu interesse.

Isso nada mais é que fortalecer ainda mais as comunidades e a interação entre elas.

Com este novo formato, as conexões com novas pessoas vão acontecer com o recurso Meet New Friends, uma forma mais inteligente de expandir os círculos sociais com usuários que possuem algo em comum com você.

A ferramenta também funcionará para eventos que acontecerão próximos da sua localização. Inteligência de dados usados ao nosso favor! 😉

Novidades do Facebook - Feed

2. Messenger, a estrela da vez

Além da privacidade, o messenger ganhou muito destaque durante a conferência do F8, e o mais interessante: com foco em pequenas empresas.

Se, para muitos, o uso de bots para respostas automáticas era um universo inexplorado, agora com uma API do bot de inteligência artificial Wit.Ai, será mamão com açúcar utilizar a tecnologia de respostas automáticas para perguntas frequentes, como “Qual o valor do curso?”, “Quando será o evento?”.

Agora não tem desculpas para desconsiderar os bots nos chats da sua empresa!

Quer saber mais sobre esta tecnologia?

O Voçe sabia que o Facebook mudou!? 5

3. WhatsApp mais forte do que nunca

O querido e famoso “zapzap” não serve apenas para compartilhar correntes e participar de grupos pessoais, hoje o canal está presente nas estratégias de venda e comunicação de muitas empresas e empreendedores.

Já em testes com usuários na Índia, muito em breve teremos a opção de transferência e envio de dinheiro através do WhatsApp Payments.

Com essa funcionalidade, será possível negociar a venda de um produto e receber através do próprio app.

Zuckerberg afirmou que até o fim de 2019 outros países também terão o Payments disponível.

E para por aí? NÃO! Outra novidade será o envio de catálogos de produtos para clientes por meio do WhatsApp Business. Uma estratégia que pode beneficiar pequenas empresas e negócios.

Em um ano, milhões de pequenos negócios usam o WhatsApp Business para se comunicar com os seus clientes. Agora, estamos lançando uma nova ferramenta, Catálogo de Produtos. Você conseguirá ver facilmente o que está disponível de cada empresa. Isso será especialmente importante para todos os negócios que não têm presença na internet [site próprio, por exemplo] e que estão aumentando o uso de plataformas de uso privado para interagir com seus clientes”, destacou o fundador do Facebook.

Novidades do Facebook - Whatsapp

4. Compartilhamento de conteúdo além dos likes

Certamente você já ouviu sobre a retirada dos likes em publicações do Instagram, certo? Deixando de lado todas as especulações e burburinhos, saiba de fato como essa estratégia irá funcionar e qual será o impacto da mudança para quem trabalha com redes sociais.

Se pararmos para pensar, o Instagram foi criado para compartilharmos fotos instantâneas, sem a necessidade de um conteúdo por trás, como se fosse um álbum de fotos da sua vida.

Mas de lá pra cá, muuuuitas coisas mudaram e infelizmente o Instagram se tornou uma fonte de angústia e ansiedade para muitos jovens.

Com este cenário crescente, a justificativa oficial do Facebook para a mudança é diminuir a pressão e competição por likes que muitos usuários passam.

Para creators e a influençia de negoçio online torna mais ampla que dependem do engajamento nas publicações para comprovar o resultado de campanhas com marcas, o momento agora é ir além dos likes, criar conteúdos mais valiosos, autênticos e que gerem identificação das pessoas que te seguem.

Em relação ao algoritmo, aparentemente ele irá se manter o mesmo (baseado em likes, engajamento, visitas à página do perfil, inbox e interações), e as ações de dar likes vão continuar rolando, mas eles não serão visíveis.

Novidades do Facebook - Likes

A ocultação dos likes, assim como das outras ferramentas, ainda estão em fase de testes, e é possível que a pessoa escolha se deseja ocultar ou não as curtidas no processo de publicação.

Além de tentar tornar o app menos tóxico, o chefe do aplicativo, Adam Mosseri, destacou que outras ações serão desenvolvidas para tornar a rede social mais agradável, confira:

Adam Mosseri, chefe do aplicativo, revelou que o Instagram pretende não só acabar com o bullying na rede social, como combater a prática. Para que isso seja feito, vários testes de novos recursos se iniciarão em breve com o objetivo de tornar o app menos tóxico, veja quais:

  • Funcionalidade “nudge” – avisa os usuários que estão prestes a fazer comentários ofensivos que não façam isso, prevenindo o bullying;
  • Modo ausente – incentiva os usuários a fazerem uma pausa no Instagram em momentos intensos da vida sem que seja preciso excluir a conta, apenas se afastar de notificações constantes e preocupações com a aparência;
  • Gerenciamento de interações – permite que usuários definam limites sobre como determinadas pessoas podem interagir com elas sem que sejam bloqueadas.

5 . Instagram como plataforma de vendas e doações

A notícia que agradou os creators e influencers foi a o recurso de marcar produtos de lojas parceiras nas publicações para que os usuários realizem a compra alí mesmo e em poucos cliques.

“Ué, mas isso já existe!”- talvez você tenha se perguntado isso, mas é que hoje somente marcas possuem esta funcionalidade. Em breve, perfis pessoais de grandes influenciadores também terão o recurso de marcação e compras disponível.

Novidades do Facebook - Plataforma de vendas

Já sobre as doações, desde fevereiro a plataforma vem realizand0 testes com usuários selecionados, de um adesivo (sticker) de doações nos Stories.

O adesivo permite que os usuários façam contribuições às organizações sem fins lucrativos através do sticker, facilitando e muito a arrecadação de verba para projetos e ações

Novidades do Facebook - Doações

E mais, o Instagram garante que 100% dos incentivos recebidos são enviados diretamente às organizações – o que geralmente não acontece em plataformas de financiamento coletivo e doações.

Vale reforçar que esta funcionalidade também está em fase de testes, mas ficamos aqui na torcida para que o quanto antes outras organizações também possam utilizá-la. 🙂 Voçe gostou quer mais dexa  seu comentario e marca o gosto.

O Facebook mudou! E agora? 6

O Facebook mudou! E agora?

As 5 principais novidades da família Facebook para vender mais em 2019!

Em 2004, quando o Facebook foi lançado, possivelmente Mark Zuckerberg não esperava que após alguns anos ela se tornaria a rede social mais popular do planeta, com mais de 2,2 bilhões de usuários ao redor do mundo.

Na lista dos países que mais utilizam a rede social, estamos atrás apenas da Índia e Estados Unidos e, hoje, já são mais de 129 milhões de brasileiros conectados.

Na lista dos países que mais utilizam a rede social, estamos atrás apenas da Índia e Estados Unidos e, hoje, já são mais de 129 milhões de brasileiros conectados.Mas assim como o digital, precisamos aceitar de uma vez por todas que por mais que dominamos a regra do jogo – ou achamos que dominamos – todas as redes sociais da companhia irão se reinventar a cada dia, seja com novas ferramentas, alterações nos algoritmos e até mesmo privacidade e segurança.

Mas quer uma notícia boa?

A atualização, chamada de “FB5”, tem como proposta um feed mais personalizado, destacando principalmente os assuntos que você escolheu acompanhar, dos grupos que participa e eventos do seu interesse.

Isso nada mais é que fortalecer ainda mais as comunidades e a interação entre elas.

Com este novo formato, as conexões com novas pessoas vão acontecer com o recurso Meet New Friends, uma forma mais inteligente de expandir os círculos sociais com usuários que possuem algo em comum com você.

A ferramenta também funcionará para eventos que acontecerão próximos da sua localização. Inteligência de dados usados ao nosso favor! 😉

A atualização, chamada de “FB5”, tem como proposta um feed mais personalizado, destacando principalmente os assuntos que você escolheu acompanhar, dos grupos que participa e eventos do seu interesse.

Isso nada mais é que fortalecer ainda mais as comunidades e a interação entre elas.

Com este novo formato, as conexões com novas pessoas vão acontecer com o recurso Meet New Friends, uma forma mais inteligente de expandir os círculos sociais com usuários que possuem algo em comum com você.

A ferramenta também funcionará para eventos que acontecerão próximos da sua localização. Inteligência de dados usados ao nosso favor! 😉

A atualização, chamada de “FB5”, tem como proposta um feed mais personalizado, destacando principalmente os assuntos que você escolheu acompanhar, dos grupos que participa e eventos do seu interesse.

Isso nada mais é que fortalecer ainda mais as comunidades e a interação entre elas.

Com este novo formato, as conexões com novas pessoas vão acontecer com o recurso Meet New Friends, uma forma mais inteligente de expandir os círculos sociais com usuários que possuem algo em comum com você.

A ferramenta também funcionará para eventos que acontecerão próximos da sua localização. Inteligência de dados usados ao nosso favor! 😉

No F8, conferência anual realizada na Califórnia e voltada a empreendedores e desenvolvedores, Zuck anunciou diversas novidades nas ferramentas das redes sociais Facebook, Messenger, Instagram e Whatsapp.

O keynote do evento? Bom, em apenas 1 hora, as palavras “privado” e “privacidade” foram ditas 95 veses Isso deixa claro que o momento agora é “The future is Private”!

Novidades do Facebook- The future is private

Além da privacidade nas interações, algumas mudanças serão benéficas principalmente para os(as) criadores(as) de conteúdo e influenciadores(as) no geral, sem falar das comunidades, que agora ganharam mais força e relevância.

Coisa boa, não é mesmo? Segundo Mark Zuckerberg:

        1. O feed não será mais o mesmo

Não é de hoje que o Facebook vem anunciando e testando novos formatos para o feed de notícias, mas, durante o F8, tudo ficou mais claro.

A atualização, chamada de “FB5”, tem como proposta um feed mais personalizado, destacando principalmente os assuntos que você escolheu acompanhar, dos grupos que participa e eventos do seu interesse.

Isso nada mais é que fortalecer ainda mais as comunidades e a interação entre elas.

Com este novo formato, as conexões com novas pessoas vão acontecer com o recurso Meet New Friends, uma forma mais inteligente de expandir os círculos sociais com usuários que possuem algo em comum com você.

A ferramenta também funcionará para eventos que acontecerão próximos da sua localização. Inteligência de dados usados ao nosso favor! 😉

Voçe ficou curioso quer saber mais si escreve , ou deixa seu comentario.

 

9 tips to create an excellent business presentation

Check out everything from planning to using efficient persuasion techniques.

infobusness online

Negoçio online em casa

muita pessoas da agençias de markenting digital eles trabalha em pouco periodo ou seja eles escolha a hora e o localar para trabalhar , si voçe quer trabalhar em casa em pouco periodo , eu tenho boas estrategias para voçe , si voçe leu esta materia deixa seu e-mael e o nome a baixo , nao exquençe de deixar seu comentario tanbem.

Como contratar influencers?

Você já pensou em contratar influencers para divulgar sua marca?

O marketing de influência é uma das estratégias do marketing digital e tem ganhado destaque nos últimos anos.

Porém, por vezes, esse tipo de estratégia é criticada ou mal elaborada, pois as pessoas acabam se equivocando na escolha dos creators, o que faz com que eles não consigam dialogar e divulgar uma ideia para seus seguidores de forma natural.

Para estabelecer uma relação proveitosa, é preciso que as marcas deixem de criar ações pré-formatadas e estabelecer regras rígidas.

Em vez disso, devem se preocupar mais com experiências reais e diálogos sinceros. Dessa forma, ao contratar um influençiador é importante estabelecer metas qualitativas, além das quantitativas.

Se você quer saber mais sobre esse tema, continue com a gente!

Influenciador digital ou creator?

Antes de mais nada, precisamos entender de uma vez por todas a figura do creator.

Durante muito tempo, as pessoas se acostumaram com o termo influenciador digital. Isso aconteceu porque essas pessoas exercem sim algum tipo de influência em sua audiência.

Porém, com o tempo percebemos que, mais do que isso, essas figuras tão vistas nas redes  soçiais são, principalmente, criadores de conteúdo. Por isso o termo creator os define tão bem.

Vale a pena trabalhar com creators?

A resposta para essa pergunta é sim! Saiba que esse mercado está em plena expansão.

Se no passado grandes marcas investiam uma pequena verba para esse tipo de mídia, atualmente, alguns negócios já separam milhões de reais para contratos mais duradouros e com personalidades que são conhecidas apenas nos meios digitais.

Segundo uma  pesquiza realizado com youtube 68% das marcas entrevistadas considera o marketing de influência estratégico para o negócio e 69% acreditam que esse tipo de marketing traz resultados que nenhum outro canal oferece.

Mas é importante lembrar que esse marketing é proveitoso quando a influência da personalidade vem da consequência de um trabalho de criação de conteúdo autêntico.

Há milhares de creators do mesmo nicho e alguns se destacam dos demais. Isso ocorre por que eles conseguem criar e personalizar conteúdo voltado para o seu público, a ponto de mudar hábitos, comportamentos e ações.

Como ter um bom relacionamento com creators?

Uma bom relacionamento entre uma marca e um creator nasce de muita pesquisa e conversa.

Para ambos os lados, as ações só serão efetivas se houver uma afinidade entre marca, criador de conteúdo e públicos.

Pode parecer óbvio, mas em alguns momentos nos deparamos com ações que “forçam a barra”.

O usuário engajado acompanha a vida do creator, entende sua rotina e sabe seus hábitos. Por isso, se ele repentinamente começa a usar um produto ou frequentar um estabelecimento diferente, o público perceberá a inserção brusca de um produto ou publicidade que não se encaixa naquela rotina.

Ao pesquisar sobre os profissionais, é possível verificar aqueles que encaram essas ações como trabalho e aqueles que estão ali por hobby ou fama.

Um bom creator tem media de kity de um canal oficial de comunicação e, geralmente, CNPJ, podendo emitir notas fiscais. Isso significa que ele está realmente preocupado com sua imagem e avalia com quais marca deseja se associar.

Além disso, há outros critérios que devem ser observados, como:

Conhecer o seu público e o público do creator

Ao pesquisar possíveis parceiros, você deve conhecer muito bem o público da sua marca e verificar se ele é compatível com o do criador de conteúdo.

Por exemplo, se uma marca vende produtos naturais e fitness, ela deve buscar alguém que pratique exercícios físicos e incentive uma boa alimentação. Afinal, quem segue aquele perfil certamente está em busca de dicas para uma vida mais saudável.

Fazer uma lista com possíveis nomes

Primeiramente, você deve verificar qual a verba disponível e qual abrangência deseja atingir.

Se sua marca vende produtos online e consegue entregar o serviço em todo o Brasil, a lista pode ser mais ampla.

Em casos de negócios locais ou regionais, vale a pena procurar creators da cidade ou do estado.

Outro fator a ser considerado é se você deseja mídia espontânea de webcelebridades, por exemplo, que em alguns casos não têm um foco específico e apenas compartilham a vida, ou se você procura criadores de conteúdo.

Esses profissionais têm um contato mais próximo com seus seguidores, conseguindo um engajamento muito maior.

Analisar o conteúdo e verificar a qualidade dos engajamentos

Como já falamos, os creators costumam ter mídia kits em que colocam o resumo de seus trabalhos, resultados de ações e números de engajamento.

Analisar isso previamente é importante, mas é preciso verificar nas redes sociais se esses números são reais.

Além disso, há blogueiras que participam de grupos de influência, em que trocam likes, comentários e engajamento.

Analisar o conteúdo também é importante para verificar se o parceiro tem afinidade com o posicionamento da marca.

Há negócios que falam abertamente sobre política e se engajam em causas sociais. Dessa forma, se a pessoa nunca se posicionou sobre o assunto ou se já fez comentários contrários ao que sua marca acredita, é melhor não associar o produto a ela.

Vantagens do Programa de Afiliados para os Produtores Digitais 7

Vantagens do Programa de Afiliados para os Produtores Digitais

Conheça as principais vantagens do Programa de Afiliados para quem produz materiais digitais:

  • Afiliados contribuem para dar visibilidade ao seu produto digital;
  • Com divulgação em sites, blogs e nas redes sociais feita pelos Afiliados, é provável que suas páginas conquistem mais visitantes;
  • Como outras pessoas estarão divulgando seu produto, já que elas precisam vender para ganhar as comissões, as chances de você escalar ganhos cresce;
  • Afiliados são ótimos parceiros para divulgar o seu produto para o público-alvo certo;
  • Encontre Afiliados engajados no mundo digital para ter especialistas falando do seu produto;
  • Defina o valor da comissão do Afiliado por cada venda;
  • Aprenda as estratégias de divulgação utilizadas por seus Afiliados e tire insights para o seu negócio.

Quais grupos de Afiliados existem no mercado?

Atualmente, existem dois grandes grupos de Afiliados que se dividem em diversas especialidades.

Os Afiliados árbitros são experts em anúncios pagos e sabem como investir em campanhas no Facebook, Google Ads e outros canais. Geralmente, eles não são especialistas em um mercado específico e podem atuar em diversos nichos sem a necessidade de uma presença online marcante.

Já o outro grupo, conhecido como Afiliados autoridade, consiste em especialistas bem engajados com o seu público, dedicados a um nicho específico, na construção de um nome ou marca no mercado. Blogueiras de moda e youtubers especialistas em games são exemplos desse tipo de Afiliado.