Como contratar influencers?

Você já pensou em contratar influencers para divulgar sua marca?

O marketing de influência é uma das estratégias do marketing digital e tem ganhado destaque nos últimos anos.

Porém, por vezes, esse tipo de estratégia é criticada ou mal elaborada, pois as pessoas acabam se equivocando na escolha dos creators, o que faz com que eles não consigam dialogar e divulgar uma ideia para seus seguidores de forma natural.

Para estabelecer uma relação proveitosa, é preciso que as marcas deixem de criar ações pré-formatadas e estabelecer regras rígidas.

Em vez disso, devem se preocupar mais com experiências reais e diálogos sinceros. Dessa forma, ao contratar um influençiador é importante estabelecer metas qualitativas, além das quantitativas.

Se você quer saber mais sobre esse tema, continue com a gente!

Influenciador digital ou creator?

Antes de mais nada, precisamos entender de uma vez por todas a figura do creator.

Durante muito tempo, as pessoas se acostumaram com o termo influenciador digital. Isso aconteceu porque essas pessoas exercem sim algum tipo de influência em sua audiência.

Porém, com o tempo percebemos que, mais do que isso, essas figuras tão vistas nas redes  soçiais são, principalmente, criadores de conteúdo. Por isso o termo creator os define tão bem.

Vale a pena trabalhar com creators?

A resposta para essa pergunta é sim! Saiba que esse mercado está em plena expansão.

Se no passado grandes marcas investiam uma pequena verba para esse tipo de mídia, atualmente, alguns negócios já separam milhões de reais para contratos mais duradouros e com personalidades que são conhecidas apenas nos meios digitais.

Segundo uma  pesquiza realizado com youtube 68% das marcas entrevistadas considera o marketing de influência estratégico para o negócio e 69% acreditam que esse tipo de marketing traz resultados que nenhum outro canal oferece.

Mas é importante lembrar que esse marketing é proveitoso quando a influência da personalidade vem da consequência de um trabalho de criação de conteúdo autêntico.

Há milhares de creators do mesmo nicho e alguns se destacam dos demais. Isso ocorre por que eles conseguem criar e personalizar conteúdo voltado para o seu público, a ponto de mudar hábitos, comportamentos e ações.

Como ter um bom relacionamento com creators?

Uma bom relacionamento entre uma marca e um creator nasce de muita pesquisa e conversa.

Para ambos os lados, as ações só serão efetivas se houver uma afinidade entre marca, criador de conteúdo e públicos.

Pode parecer óbvio, mas em alguns momentos nos deparamos com ações que “forçam a barra”.

O usuário engajado acompanha a vida do creator, entende sua rotina e sabe seus hábitos. Por isso, se ele repentinamente começa a usar um produto ou frequentar um estabelecimento diferente, o público perceberá a inserção brusca de um produto ou publicidade que não se encaixa naquela rotina.

Ao pesquisar sobre os profissionais, é possível verificar aqueles que encaram essas ações como trabalho e aqueles que estão ali por hobby ou fama.

Um bom creator tem media de kity de um canal oficial de comunicação e, geralmente, CNPJ, podendo emitir notas fiscais. Isso significa que ele está realmente preocupado com sua imagem e avalia com quais marca deseja se associar.

Além disso, há outros critérios que devem ser observados, como:

Conhecer o seu público e o público do creator

Ao pesquisar possíveis parceiros, você deve conhecer muito bem o público da sua marca e verificar se ele é compatível com o do criador de conteúdo.

Por exemplo, se uma marca vende produtos naturais e fitness, ela deve buscar alguém que pratique exercícios físicos e incentive uma boa alimentação. Afinal, quem segue aquele perfil certamente está em busca de dicas para uma vida mais saudável.

Fazer uma lista com possíveis nomes

Primeiramente, você deve verificar qual a verba disponível e qual abrangência deseja atingir.

Se sua marca vende produtos online e consegue entregar o serviço em todo o Brasil, a lista pode ser mais ampla.

Em casos de negócios locais ou regionais, vale a pena procurar creators da cidade ou do estado.

Outro fator a ser considerado é se você deseja mídia espontânea de webcelebridades, por exemplo, que em alguns casos não têm um foco específico e apenas compartilham a vida, ou se você procura criadores de conteúdo.

Esses profissionais têm um contato mais próximo com seus seguidores, conseguindo um engajamento muito maior.

Analisar o conteúdo e verificar a qualidade dos engajamentos

Como já falamos, os creators costumam ter mídia kits em que colocam o resumo de seus trabalhos, resultados de ações e números de engajamento.

Analisar isso previamente é importante, mas é preciso verificar nas redes sociais se esses números são reais.

Além disso, há blogueiras que participam de grupos de influência, em que trocam likes, comentários e engajamento.

Analisar o conteúdo também é importante para verificar se o parceiro tem afinidade com o posicionamento da marca.

Há negócios que falam abertamente sobre política e se engajam em causas sociais. Dessa forma, se a pessoa nunca se posicionou sobre o assunto ou se já fez comentários contrários ao que sua marca acredita, é melhor não associar o produto a ela.

Anúncios

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.